Home


A cidade de Ascoli possui uma origem remota no tempo, da criação da colônia Picena à urbe Romana, dos longobardos à idade comunal, Ascoli sempre desempenhou um papel importante na história do território Piceno. Ainda podemos  admirar os traços da importante cidade romana nas ruínas do anfiteatro, nas igrejas de San Venanzio e San Gregorio Magno, nas pontes de Cecco e de Solestà ou ainda no decumannus, com o seu pavimento encontrado praticamente intacto durante obras de repavimentação de Corso Mazzini. Ao longo dos séculos, com o crescimento da cidade, novos edifícios, novos recursos de construção e novas exigências (como as relativas ao comércio) mudaram a geografia urbana.

O decumannus, coincidindo com o percurso urbano de Via Salaria (Corso Mazzini), que percoreva da Porta Romana até quase o extremo leste do planalto, atravessava o cardo em correspondencia das ruas Cassero, Malta e Pretoriana, mas já na Idade Média, esta perpendicular havia se afastado na atual Via do Trivio, mais regular e que se adaptava aos deslocamentos e as novas necessidades da época. Ascoli além dessas ruas largas, tem um enredo de becos e vielas concentradas que são chamadas de Rua, uma palavra que deriva da rugam em latim (rugas). Estas Rue representam uma peculiaridade do centro histórico de Ascoli, bem como os Portões do Morto, que sempre nos surpreende, estimulando a nossa curiosidade sobre um passado misterioso, místico e devoto.

A partir dessa herança romana, encontrams os quatro bairros (quartieri) em que a cidade está dividida. No período medieval os do lado noroeste (San Giacomo e San Venanzio) foram os mais populosos. Foi a área mais rica, com sua praça do mercado na atual Piazza Ventidio Basso, na epoca chamada Piazza delle Donne . A mercadoria vinha do outro lado do rio Tronto, e a ponte de Porta Solestà ligava as áreas de produção àquela do comércio. A outra característica desta rica parte da cidade é a presença densa de torres. Em meados do século XIV, existiam mais de duzentas e a crônica histórica diz que durante o ataque de Frederico II, ele fez derrubar noventa e uma!

O bairro de Sant’Emidio é o que possui as características mais aristocráticas, com seus grandes palácios, a catedral e as novas vias de acesso à além Tronto. Por sua vez, o de Santa Maria Interniveas, com a sua igreja fortaleza com vista para o Tronto, foi muito importante por concentrar a praça do governo da cidade (Piazza del Popolo), outras igrejas e hospitais.

Um pouco para derrotar o pessimismo milenar, um pouco para perseguir a salvação, um pouco para exibir as boas relações com Roma, o fato é que entre o início do ano mil e o século XIV, a cidade de Ascoli sofreu uma proliferação de locais de culto, algumas igrejas são quase confinantes. Assim, o centro histórico de Ascoli apresenta hoje um legado arquitetônico extraordinário, feito de um estilo românico imponente mas sóbrio, com uma constante comum que aborda a produção nos diferentes séculos envolvidos: o travertino.

Este site se propõe como uma guia informal e acessível para aqueles que querem aprender sobre este patrimônio único ainda a ser descoberto. Oferecemos intinerários divididos pelos bairros históricos do centro da cidade, com referências à algumas das suas principais igrejas. No entanto, a melhor maneira para aproveitar Ascoli será andando sem pressa pelas suas Rue, ou tomar em empréstimo uma das nossas bicicletas!

Aproveite a viagem e preste atenção às nuances que nos dão a nossa pedra, a cada luz, uma emoção!

Annunci